Festa das Nações começa neste sábado

Público terá parque de diversão e barraca para confissão


Divulgação

Uma missa com novena, às 19 horas, abre, neste sábado (13), a VII Festa das Nações da Paróquia Santa Rita de Cássia. A Banda Estância Divina faz, logo em seguida, o primeiro dos shows de evangelização, que, este ano, terá como destaque a apresentação do cantor Thiago Brado, no dia 20, às 20h30. Na programação, além de missas e novenas, uma barraca específica para o atendimento de confissões. Nesta edição, ao lado da praça de alimentação, com pratos típicos de oito países, será montado um parque de diversões. O Show de Prêmios, previsto para às 16 horas do dia 21, distribuirá R$ 33 mil entre os ganhadores e terá todo o dinheiro arrecadado direcionado à reforma da igreja, iniciada há um ano.

Para o padre Pedro Cláudio Mendes, pároco da Santa Rita, a festa precisa criar fraternidade. “O grau de sucesso tem de ser medido pelo testemunho de fraternidade. Se não, que diferença terá a nossa festa de qualquer outra festa secular? A festa tem que ser um local de acolhida, lugar de encontro; tem de ser esse o diferencial“, avalia. Todos os dias serão celebradas missas e novenas. No domingo (14), elas acontecem em dois horários: às 10 e às 19 horas.  À noite, o show fica por conta da Comunidade Colo de Deus, às 20 horas. O padre Wilton de Morais Lopes celebra a missa e novena na segunda-feira, às 19 horas. O show de evangelização será com os pratas da casa, Diego e Rafael. “Na verdade, serão três as atrações locais: Diego e Rafael, Álvaro e Daniel e o JP II, que é o ministério jovem da paróquia”, lembra a coordenadora da festa, irmã Basiléia de Jesus. Na terça-feira, quem se apresenta é o P II.

A Festa das Nações ficará aberta das 18 às 23 horas, na Praça Hulda Roedel, com barracas servindo comida polonesa (pirogue), brasileira, suíça (crepes, espetinho de chocolate e café cremoso), holandesa, americana, ucraniana, italiana e sírio-libanesa. Para o Show de Prêmios serão18 mil números, em cartelas vendidas nos supermercados Condor, Tozetto e na paróquia, a R$ 10. Os prêmios são de R$ 3 mil, R$ 5 mil e R$ 25 mil.

 

Reforma

Tudo o que for obtido com o Show de Prêmios será aplicado na obra de reforma da igreja, iniciada há um ano e que está com 70% dos serviços prontos. “Na verdade, todos os recursos da paróquia são para a reforma, assim como o dinheiro arrecadado nas últimas festas”, conta o pároco Pedro Cláudio Mendes, citando que a ideia da reforma é bem antiga. “Trata-se de uma construção em todos os sentidos: material, mas uma construção humana, da comunidade também”, destaca. O padre prefere não falar em data de conclusão, especialmente, porque os serviços dependem da ajuda financeira de todos. “Estamos caminhando bem e contando com a colaboração e criatividade dos integrantes de pastorais e movimentos. Imagino que este ano terminemos”. A obra já consumiu R$ 100 mil a mais do valor inicialmente orçado.

Será uma igreja nova, com capacidade para abrigar o dobro de pessoas que tinha, informa padre Pedro. “O telhado estava comprometido, a igreja estava pequena e acabamos trocando outras várias coisas. Mas, na verdade, o templo físico não é o que importa. A reforma ajudou a melhorar o relacionamento, o coração, a fé, a participação na comunidade. A verdadeira igreja são as pessoas. Eu não me sinto um arquiteto, me sinto um pastor e pastor precisa da ovelha e não do redil”, enfatizou. As reformas incluem a casa paroquial, secretaria, centro catequético, muros e portões.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta